AGRADECIMENTO

A Direção da Maternidade solicitou a autorização para divulgação, preservando o anonimato da identidade da paciente.

“A Direção e Colaboradores da Maternidade Darcy Vargas.

Quero com estas humildes palavras agradecer em meu nome e de minha esposa à Direção e Colaboradores desta conceituada Casa de Saúde pelos relevantes serviços prestados a Comunidade de Joinville e de toda a Região.

Em primeiro momento agradecer por ter acolhido nosso filho, no dia 15/04/2011, quando nasceu prematuro na cidade de São bento do Sul, após saber que outro hospital abriria uma vaga com um pequeno detalhe que teria de desembolsar a quantia expressiva de R$ 3.000,00 mil reais diários para mantê-lo em uma UTI-Neonatal, o que no final de 60 dias somariam o valor de R$ 180.000,00 mil reais. Com outras palavras, nosso filho não teria o direito de continuar vivo se não dispusesse do referido valor.

Agradecer de coração toda a equipe da UTI-Neonatal pelo brilhante trabalho que desempenham por Amor a profissão e pelo Jaleco (pois sabemos que pelo dinheiro não é) pelo carinho que cada um dispensa aos recém-nascidos, os quais muitas vezes só possui o carinho de uma Enfermeira, quando os pais não conseguem estar por perto.

Nos dois meses que acompanhei meu filho na UTI-Neonatal, observei o profissionalismo da maioria dos Colaboradores e hoje os considero verdadeiros Anjos, pois trabalham com as vidas daquelas crianças e sabemos que todo o cuidado é pouco, pois qualquer erro de medicamento ou regulagem de equipamento pode ser fatal, pois cada vida está em suas mãos.

Posso dizer que nesses 60 dias que passei convivendo com os funcionários dessa casa, muito aprendi, é um verdadeiro curso de aprendizado, pois muitas vezes o estresse toma conta das mães e pais, e sempre são os Colaboradores é que são sacrificados.

Quero transmitir a todos vocês que eu também sou funcionário público, já errei, pois errar é humano e muitas vezes sentimos na pele os julgamentos infudados que nos abalam e até fazem muitos desistirem pelo caminho, mas vocês são profissionais e assim que devem ser tratados e respeitados.

Pude observar enfermeiras chorando pelos corredores da Maternidade, devido a grande pressão que sofrem, sendo amparadas pelo Serviço Social dessa casa, que prontamente e com muito tato mantém a estabilidade do estresse no dia a dia dos funcionários e pacientes, pois nesse período tive a oportunidade de participar com a minha Esposa de duas reuniões com o Serviço Social, com os pais e mães dos recém-nascidos e observei a excelência do trabalho desse grupo de profissionais.

Agradecemos também a Equipe das minhas Empresas concorrentes Back e Casvig que com um excelente trabalho mantêm a higiene de todo o prédio, a Vigilância e Segurança, bem como da Alimentação que são as melhores de um serviço terceirizado.

Rio Negrinho/ SC, 18 de junho de 2011.”

Anúncios